Abrigo Projeto de Vida

        46 mil. Este é o número de crianças e adolescentes no Brasil em situação de acolhimento, ou seja, que vivem distribuídas em quase quatro mil entidades acolhedoras credenciadas junto ao Judiciário, de acordo com o Cadastro Nacional de Crianças Acolhidas (CNCA) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O abrigo Projeto de Vida acolhe crianças de 06 á 12 anos, com o objetivo inicial de fortalecer o convívio com suas famílias. Ao mesmo tempo, apresenta o apadrinhamento ou até mesmo a adoção.

Apadrinhamento

Uma das intenções do apadrinhamento afetivo, por exemplo, é que a criança possa conhecer como funciona a vida em família, vivenciar situações cotidianas. Os padrinhos, que geralmente passam por capacitação, precisam ter disponibilidade de partilhar tempo e afeto com esses menores e colaborar com a construção do projeto de vida e autonomia de adolescentes. A ideia é possibilitar um vínculo afetivo fora da instituição de acolhimento. Para isso, os padrinhos podem, por exemplo, passar os finais de semana e as férias com o afilhado.

Apadrinhar não é adotar!

Apadrinhamento não é o mesmo que adoção. Uma das condições para ingressar no programa de apadrinhamento é não estar na fila para adoção. Os voluntários para apadrinhamento afetivo são avaliados por meio de uma avaliação psicológica. Adoção é a colocação da criança ou adolescente, sempre tendo em vista o melhor interesse destes, em uma família substituta.

Quer apadrinhar?  Você pode!

(31) 3361.7526

Informe-se.