Quem Somos

 O Projeto de Vida é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que tem como objetivo a prevenção universal ao uso indevido de drogas, o tratamento e a reinserção social do dependente químico oferecendo acolhimento, amparo e atendimento aqueles que direta ou indiretamente sofrem com transtornos decorrentes do uso ou abuso de álcool ou outras drogas.  Oferece atendimento também às famílias que estão em situação de vulnerabilidade social, bem como atendimentos pontuais no plantão psicológico, reunião do grupo familiar, aulas de pintura em tecido, violão, flauta, teatro, música, dança, rádio e locução, seresta e atividades para o convívio e bem estar de pessoas da terceira idade, promovendo assim ações que contemplam a prática de uma vida saudável e o desenvolvimento integral do seu público.

Visão

Ser reconhecida como uma organização da Sociedade Civil que trabalha na promoção, prevenção, proteção e construção da cidadania.


Missão

Oferecer e promover atendimentos de qualidade com ações éticas na transformação da sociedade.

Valores

  • Solidariedade
  • Fraternidade
  • Igualdade
  • Respeito
  • Ética
  • Comprometimento

Nossa história

Fundada em março de 1999, por Giovanni Alexandre Silva no intuito de acolher tratar e reinserir as pessoas que estivesse em uso abusivo de álcool e outras drogas. Iniciou-se as atividades, em sua primeira reunião da Associação Comunitária de Prevenção ao uso de Drogas – Projeto de Vida, contava somente com um pequeno grupo apoiado de uma psicóloga. Capacitados por vários cursos como o oferecido pelo Conselho Estadual Antidrogas, acerca da toxicomania, não só constituíram a instituição, como também passaram a convocar outros colaboradores que compunham a equipe de trabalho. Já com uma equipe maior, foi multiplicado o conhecimento e a capacitação no que tange a toxicomania, para levar maiores informações para escolas e empresas através de palestras percorrendo grande parte de Minas Gerais e outros estados. Nessas palestras, foi percebido que além da informação sobre os transtornos causados pelo uso indevido de drogas, havia ainda a necessidade de acolhimento e reabilitação dos usuários em situação de dependência química. Por esse motivo, a organização passou a oferecer atendimento psicológico para os dependentes e seus familiares. Diante da complexidade do atendimento ao toxicômano e da importância da participação da família, todas as quintas – feiras, o Projeto de Vida passou a oferecer um espaço para reflexão e troca de experiências entre os familiares de usuários e dependentes, coordenadas por uma assistente social. Diante de nossa história, atualmente  são desenvolvidas atividades na sede do Projeto de Vida que proporcionaram entretenimento, cultura, desenvolvimento pessoal e profissional, bem como atendimentos pontuais no plantão psicológico, reunião do grupo familiar, aulas de pintura em tecido, violão, flauta, teatro, música, dança, rádio e locução, seresta e atividades para o convívio e bem estar de pessoas da terceira idade, trazendo os jovens e seus familiares para um contexto mais saudável e distante da drogadição. 

Ações de Sucesso

No ano de 2004 iniciou-se a ‘’ Casa Dia’’, como a possibilidade de mais ampla assistência na área de dependência química. Funcionava em regime de permanência dia, onde o paciente participava das atividades, bem como atendimento psicológico, grupo de ajuda para os pacientes, grupo de ajuda para os familiares, atividades físicas, atividades profissionalizantes, oficinas, palestras e atividades espirituais, retornando para casa ao fim do dia.

Em 2007, foi inaugurada a Rádio Comunitária Vida FM é a emissora oficial do PROJETO DE VIDA. Com uma programação voltada para o lazer, entretenimento, cultura e informação, a emissora tem a finalidade de dar visibilidade às ações na comunidade do bairro e região, além de facilitar o acesso a um meio de comunicação popular e eficiente. Hoje a rádio conta principalmente com ouvintes localizados nas Regionais Industrial, Riacho e Eldorado, cuja representatividade demográfica, segundo o CENSO 2010, correspondia mais de 40% da população de Contagem.

No ano de 2008 iniciou-se através do Projeto de Vida a ‘’ Casa do adolescente’’, situada no bairro Inconfidentes e funcionou em parceria com a secretaria de Trabalho de Desenvolvimento Social, que mantinha a casa com recursos da prefeitura da Vara da Infância e Juventude de Contagem. Apresentava características diferentes dos tradicionais centros de reabilitação, os adolescentes passavam uma temporada de 9 meses na casa, contudo podiam realizar atividades externas na sede do Projeto de Vida, ir aos médicos, ter contato com a família, entre outros passeios. Entretanto, houve o fechamento da casa devido a lei 22.460, criada em 2016 que regulamenta a realização do trabalho das comunidades terapêuticas, extinguindo o tratamento para adolescentes em comunidades terapêuticas, tornando-o apenas para adultos.

Em 2017 dá início ao Abrigo para Crianças antes denominado “Casa Vida Nova” e posteriormente conhecido como Abrigo Institucional – Projeto de Vida, que acolheu crianças com idade de 06 a 12 anos. O trabalho foi realizado em rede juntamente com a Vara da Infância e Juventude, Promotoria da Infância e Juventude, contando ainda com parceiros e voluntários, na busca de esforços para que a vida de 13 crianças pudessem ser modificadas de forma positiva. Seguindo as normativas do CONANDA e o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente – lei 12010 de Novembro de 2010, o objetivo era de fortalecer e restabelecer o vínculo com seus familiares ou proporcionar a essas crianças, o convívio sadio com outras famílias por meio do apadrinhamento e adoção, tendo sido este último alcançado por todas as crianças do abrigo, e realizado o fechamento do mesmo, devido ao sucesso da ação.